Ação&Manejo: Manejo pré-abate em frangos de corte

Quais esforços você, avicultor, faz durante o manejo pré-abate das aves?

O manejo pré-abate nada mais é do que o manejo dos animais durante o período que antecede o abate, e constitui-se em:

– Jejum: retirada do alimento, com a finalidade de esvaziar o trato gastrointestinal antes do abate. O tempo ótimo de jejum é qualificado quando a ave apresenta papo e proventrículo e moela vazios;

– Apanha: existem três formas praticadas na avicultura brasileira (método tradicional, japonês e pelo pescoço), que consistem na apanha manual, ou seja, não mecanizada;

– Transporte: os veículos devem proporcionar proteção adequada contra o clima, boa ventilação, cumprir com a legislação local e atender ao bem-estar animal. Ainda, detalhes como: uma rota de transporte previamente planejada, utilização de lonas nos períodos mais frios e resfriamento com água nos dias mais quentes, são ações que podem reduzir a mortalidade das aves durante essa etapa;

– Área de espera: é importante que a área de espera seja protegida da incidência direta dos raios solares, além de ser equipada com ventiladores e aspersores, afim de proporcionar uma área fresca e climatizada aos animais que ali permanecerão.

São etapas importantes para o processamento da carne, pois impactam diretamente no bem-estar animal, no rendimento, qualidade da carcaça e na rentabilidade geral.

Rafael Alysson, Consultor Técnico Comercial de Aves de Corte na Agroceres Multimix, dá detalhes sobre essa fase crítica para o avicultor que se preocupa em preservar os investimentos feitos sobre as aves durante todo o processo de criação.

Confira:

Nutrição Animal – Agroceres Multimix

Rafael Alysson

Rafael Alysson

Rafael Alysson Decker Fernandes é Consultor Técnico Comercial de Aves de Corte na Agroceres Multimix

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *