Bem-Estar Avícola: Estresse calórico em poedeiras

O efeito do calor sobre as aves pode trazer diversos prejuízos para a produção, comprometendo tanto o desempenho e ganho de peso dos frangos de corte, quanto a produção de ovos nas aves de postura.

O primeiro impacto – devido ao aumento de calor – é a redução do consumo de ração, seguido de outras alterações fisiológicas, como: o aumento da frequência respiratória, redução do fluxo sanguíneo ovariano, objetivando o aumento do fluxo sanguíneo periférico para aumentar a perda de calor. Além de reduzir a circulação sanguínea e atividade digestória do trato gastrointestinal.

O estresse proveniente do calor favorece o aumento na produção de glicorticoides, como a cortisona, que está diretamente envolvida na redução da produção de GNRH, ou seja, redução dos hormônios ligados ao sistema reprodutivo. Além disso, o aumento da cortisona reduz a imunidade do animal.

Thiago Carvalho, Consultor Técnico Comercial de Aves, traz neste vídeo detalhes importantes sobre o efeito do estresse calórico nas aves e explica como se prevenir.

Assista.

Agroceres Multimix. Muito Mais que Nutrição.

Thiago Carvalho

Thiago Carvalho

Thiago Martins Carvalho é Consultor Técnico Comercial de aves de postura da Agroceres Multimix

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


2 + 7 =