A importância da amostragem nas análises dos alimentos

Amostragem: Isso importa?

Conhecer o verdadeiro significado da palavra amostragem é o primeiro passo para que possamos assegurar resultados mais fidedignos da população ou “do todo” que estamos querendo analisar. A palavra amostragem significa “ação, processo ou técnica de escolha de amostra(s) adequada(s) para análise de um todo”, ou seja, obter uma porção que represente uma população.

Assim, a análise de alimentos é um dos principais pontos a serem observados no setor de nutrição animal, pois um erro amostral cometido não poderá ser retificado ou compensado, por mais cuidadosa que sejam as análises futuras, portanto, nunca se deve retirar a amostra de um único ponto, pois a mesma é causal e não permite conclusões quanto a qualidade do produto (Genro e Orqis, 2008). O objetivo principal da análise é conhecer a composição química dos alimentos, sua ação no organismo, valor nutritivo e calórico, suas propriedades físicas, químicas, toxicológicas e também adulterantes, contaminantes, fraudes e etc.(Maciel, 2017).

Para garantir uma análise de qualidade, a amostragem deve ser realizada de forma correta. Ela constitui um conjunto de operações executadas dentro de uma especificação, assegurando que a amostra coletada (amostra bruta) contenha todas as características da matriz (Cecchl, 2003). A amostra de laboratório é resultado da redução da amostra bruta, mediante operações conduzidas de maneira a garantir a continuidade da condição representativa da amostra. A amostra para a análise é uma porção menor da amostra de laboratório, suficientemente homogeneizado para poder ser pesada e submetida à análise (Maciel, 2017).

Em resumo, o processo da amostragem compreende três etapas principais:

  • Coleta da amostra bruta;
  • Preparação da amostra de laboratório;
  • Preparação da amostra para análise.

Do material em estudo, deve-se retirar numerosas amostras parciais, colhidas em diferentes pontos do local de interesse: campo, armazém, silo, vagão. Dessa amostra média, após homogeneização, podem ser tiradas amostras parciais para que sejam enviadas ao laboratório.

Amostragem | Nutrição Animal - Agroceres Multimix

Após coleta das amostras, estas devem ser acondicionadas em sacos plásticos, identificadas e transportadas imediatamente ao laboratório, para evitar a ocorrência de alterações nos princípios nutritivos existentes. As amostras fluidas (líquidas ou pastosas) homogêneas, podem ser coletadas em frascos com o mesmo volume, do alto, do meio e do fundo do recipiente, após agitação e homogeneização. Amostras sólidas, cujos constituintes diferem em textura, densidade e tamanho de partículas, devem ser moídas e misturadas (Maciel, 2017).

Amostragem | Nutrição Animal - Agroceres Multimix

Portanto, é importante considerar os seguintes fatores para se fazer uma amostragem:

  • Finalidade da inspeção: aceitação ou rejeição, avaliação da qualidade média e determinação da uniformidade;
  • Natureza do lote: tamanho, divisão em sublotes e se está granel ou embalado;
  • Natureza do material em teste: homogeneidade, tamanho unitário, história prévia e custo;
  • Natureza dos procedimentos de teste: significância, procedimento destrutivo ou não destrutivo, tempo e custos das análises.

Os erros cometidos durante uma amostragem não poderão ser retificados ou compensados, por mais cuidadosas que sejam as futuras análises. Portanto, nunca se deve retirar a amostra de um único ponto, por ser causal e não permitir conclusões corretas quanto a qualidade do produto.

Para reduzir ao máximo os erros, é necessário seguir alguns passos fundamentais no momento da retirada de uma amostra e nos processos subsequentes de uma análise, como:

  • Identificar a origem de onde a amostra foi retirada;
  • Selecionar a amostra segundo uma metodologia aquedada;
  • Manusear e preparar corretamente a amostra para análise;
  • O tamanho da amostra deve ser suficiente para as análises que deverão ser executadas; incluindo repetições e contra-provas.

A análise química de alimentos começa com a amostragem, que determina o tamanho e o método de coleta das amostras para que ela seja representativa, levando-se em conta os vários aspectos. Todos os processos da amostragem estão profundamente interligados, permitindo garantir a exatidão e precisão de um resultado analítico.

Agroceres Multimix, Muito Mais que Nutrição.

Referências:

Cecchl H. M FundamenJos Teóricos e Práticos em Análise de AlimenJos. Ed. UNICAMP. 2° ed, 208 p., 2003.

Genro, T.C.M.; Orqis, M.G. Informações básicas sobre coleta de amostras e principais análises químico-bromatológicas de alimentos destinados à produção de ruminantes. EMBRAPA. Doc 81, 2008.

Maciel, R. Análise e Avaliação de Alimentos. Notas de Aula. 2017. Disponível em:< http://www.dzo.ufla.br/Roberto/analise_avaliacao_alimentos.pdf>.

Danielle Baffa

Danielle Baffa

Danielle Ferreira Baffa é Assistente Técnica de Nutrição da Agroceres Multimix.

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


7 + 1 =