O boi 777 na ótica da cria

Quando pensamos no boi 777, instantaneamente nos remetemos a um conceito produtivo.  Obter 7 arrobas em cada uma das fases da vida do animal é o que traduz um sistema eficiente, resultando em um animal com 21@ em menos de 24 meses.

No entanto, sobre o ponto de vista da cria, produzir um bezerro de 7 arrobas é uma métrica vaga, uma vez que os índices reprodutivos devem-se somar aos índices produtivos, traduzindo assim a eficiência do sistema.

Buscando se aprofundar neste tema, nosso Gestor Técnico de Bovinos de Corte, bateu um papo com o Pesquisador Gustavo Siqueira, pesquisador da Apta de Colina/SP e um dos idealizadores do conceito 777, buscando responder alguns questionamentos que rondam esta fase.

– Qual a melhor métrica para avaliar a eficiência do sistema de cria?

– Vale a pena antecipar a prenhez e trabalhar com animais precoces na fazenda?

– Qual a estratégia trabalhar na vacada buscando melhorar os índices reprodutivos?

Para conferir essas respostas basta clicar abaixo e conferir o vídeo completo.

Nutrição Animal – Agroceres Multimix

Matheus Moretti

Matheus Moretti

Matheus Moretti é Gestor Técnico de bovinos de corte na Agroceres Multimix

VOCÊ TAMBÉM PODE CURTIR...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *